Stablecoin: entenda como funciona o novo tipo de criptomoeda

Considerada uma das melhores opções para investidores, a stablecoin ganha espaço e cada vez mais importância. Afinal, sua principal característica é não depender de ativos com valor instável e sim de ter sua base em moedas como o dólar.


Dessa forma, uma moeda capaz de se estabelecer em um padrão mais estável e com menos volatilidade tende a crescer no mercado.

O que é uma Stablecoin?

Como essa moeda funciona?

Principais stablecoins

Stablecoin x criptomoedas: relação e diferenças


O que é uma Stablecoin?


Sabendo da rápida e constante mudança de valor no mercado de criptomoedas, desenvolvedores e investidores buscaram uma nova alternativa. Com isso, nasce as stablecoins prometendo dar fim a esse tipo de problema.


O grande objetivo é realizar trocas por ativos que não sofram muita mudança de valor. Por isso, esse tipo de moeda recebeu uma tentativa para que, diferente das outras, passe por legislação tradicional. Atualmente, uma stablecoin é considerada um token em formato de bem, ou seja, são ativos digitais. Assim, atualmente encontramos moedas como dólar, euro e até mesmo o próprio real.


Ao que tudo indica, a varição aqui é de no máximo 3% para cima ou para baixo, o que gera um valor muito inferior das criptomoedas tradicionais. Afinal, como dito anteriormente, essa variação costuma ser bem maior e bem mais rápida no mercado digital.


Como essa moeda funciona?


O ponto principal quando falamos de stablecoins é o fato do seu valor de mercado estar lastrado, ou seja, comparado, a um ativo real e físico. Ou seja, ativos como o dólar, o petróleo e até pedras preciosas, conseguem estabelecer um valor final.


Imagine por exemplo uma moeda do tipo stable que tenha como base o valor do dólar. Assim, cada moeda dessa valerá sempre 1 dólar. Afinal, o valor se compara baseado nele.

E aí que mora toda a explicação de sua estabilidade. Enquanto as criptomoedas tradicionais não possuem esse tipo de comparador, o que faz com que os valores subam e desçam sem métricas de caro ou barato, uma stablecoin sempre possui essa estabilidade.


Para que determinada empresa se considere apta a trabalhar com o mercado de stablecoin, primeiro é necessária uma reserva proporcional. Por exemplo, se minha empresa pretende ter 100 unidades de stable baseadas no real, primeiro minha empresa precisa ter 100 reais guardados.


Principais stablecoins


Hoje, são encontradas em 4 tipos: centralizadas, centralizadas em cripto, centralizadas em parceria e não-centralizadas. Assim, algumas diferenças importantes:

  • Centralizada

Um stablecoin centralizada representa uma moeda existente no meio físico, como o dólar. Assim, a instituição cria e emite de forma única, centralizada.

  • Centralizadas em commodity

Aqui os valores são baseados em ativos preciosos como pedras preciosas, obras de arte, entre outros. Nesse caso, o valor é igual ao objeto a qual estão relacionados.

  • Centralizadas em cripto

Nesse tipo de stable a criação varia conforme outras criptomoedas. Dessa forma, são o tipo com maior variação de preço, por se basear em moedas que não são stables.

  • Não-centralizadas

Nenhum ativo fica como base para o valor final, apenas algoritmos que determinam valor e quantas moedas devem estar em circulação.




Stablecoin x criptomoedas: relação e diferenças


O ponto importante dessa discussão é entender que uma stablecoin surgiu para resolver o problema das criptomoedas. Afinal, se o grande problema do mercado é a volatilidade, com esse tipo de moeda o problema é amenizado.


Dessa forma, a principal relação é esse trabalho mútuo entre ambos os tipos de criptos. Entretanto, outro ponto é o fato principal de diferença: legislação.


Apesar de não possuir legislação oficial, as criptomoedas tradicionais seguem alguns princípios como o livre mercado. Você pode entender mais sobre criptomoedas nesse artigo.


Com isso, as stablecoins precisam ainda se adaptar a essa legislação, visto que para si, a ideia é de uma legislação mais tradicional.

Mas lembre-se: sempre que optar pela aquisição de criptomoedas, mantenha todas elas salvas no Trezor, pois é a carteira de criptomoedas offline mais confiável do mercado. A Brazil Electronics tem estoque com entrega imediata no Brasil, não confie nas Exchange online.

...